NOTÍCIAS

28/06/2019

Há chance de problemas com pulgões no trigo com a pouca incidência de frio?

Enquanto o calor favorece a reprodução dos insetos, chuva intensa é prejudicial

Quem responde é Douglas Lau, pesquisador da Embrapa Trigo.

 

A temperatura é um dos principais fatores que regulam o desenvolvimento e reprodução dos insetos. Quanto mais próximo da temperatura entre 18 e 25°C, maiores são as taxas de crescimento de afídeos (pulgões) de cereais de inverno. Por outro lado, chuva intensa é prejudicial aos insetos. 

 

Esse ano, abril apresentou precipitações próximas à média histórica, no entanto, maio foi marcado por volume acima da média. Neste ano, estes dois fatores estão se contrapondo. Até abril, as populações de pulgões eram elevadas, mas em maio ocorreu redução significativa.

 

Independentemente do cenário, é recomendado o tratamento de sementes, pois o principal dano causado pelos pulgões decorre da transmissão de vírus. A infecção viral em início de ciclo compromete, em média, de 40% a 50% do potencial produtivo das plantas de trigo infectadas. Após os primeiros 20 a 30 dias da emergência é fundamental o monitoramento e aplicação de inseticidas caso seja atingido o nível de 10% de plantas com pulgões.

 

Fonte: BIOTRIGO

Foto: Lucas Bochnia